segunda-feira, 1 de março de 2010 | By: Jorge Fenix

Colocação pronominal em espanhol



Foto: Mar del Plata, Argentina.




A colocação pronominal em espanhol é mais simple do que em português, pois há menos regras. Vejamos estes exemplos de colocação depois de verbos em infinitivo:

Gostamos das praias de Mar del Plata. Vamos visitá-las de novo o ano próximo
Nos gustan las playas de Mar del Plata. Vamos a visitarlas de nuevo el año próximo.

Comprei um livro de história. Vou lê-lo agora.
Compré un libro de historia. Voy a leerlo ahora.

Recebi uma carta. Vou abri-la neste momento.
Recibí una carta. Vou a abrirla en este momento.

Como podem ver, é só colocar o correspondente lo-la-los-las, conforme o caso,despois do verbo em infinitivo e sem hífen.



No caso dos verbos reflexivos, a colocação pronominal vai entre o pronome pessoal e o verbo:

Yo me lavo
tu te lavas
ellos se lavan

yo me visto
tu te vistes
el se viste
nosotros nos vestimos
ellos se visten



Ellos se sintieron sorprendidos por la novedad. Ellas, en cambio, no se sorprendian en absoluto.
En la ciudad, todos se prepararon para la visita del presidente.

Também podemos encontrar o "se" usado com significado semelhante à voz passiva com "se" em português, quando não sabemos nem importa saber quem fez uma ação. Nesse caso, pode ir no início de uma frase ou depois de uma conjunção ou uma vírgula ou ponto e vírgula.


Se
limpiaron todas las calles y se hicieron carteles que expresaban la bienvenida. "Nunca la ciudad se vio tan linda", se comentaba en las calles.


Em espanhol não há mesóclise, e a ênclise é usada no caso de imperativo afirmativo ou gerúndio, a menos que tenhamos diante o "que" numa oração subordinada.

¡Búscalo! ¡Encuéntralo! ¡Quiero que lo traigas aqui!
¿Quién fue? ¡Investígalo! ¿Descúbrelo! ¡Quiero que todo el mundo lo sepa! ¡Que cada persona se entere de esta noticia!

Defiéndanse o entréguense, la elección es suya. Dejaré que se tomen un minuto para pensarlo.

Ellos estaban escondiéndose del enemigo, ayudándose mutuamente.


Vejam cómo é diferente no caso de negação:

Ellos no se escondían ni se ayudaban mutuamente.
No lo busquen, no lo traigan aqui.
No se entreguen ni se escondan.


No resto dos casos, em geral,quando a próclise é aplicada em português, coincide com o uso da colocação pronominal em espanhol.

Isso nos ajudou
Eso nos ayudó


Que a felicidade te acompanhe!
¡Que la feclicidad te acompañe!

Alguém se lembra do nome daquele cantor?
¿Alguien se acuerda del nombre de aquel cantor?
Ninguém se zangou, não lhe deram importância
Nadie se enojó, no le dieron importancia.
Queremos que se conheça a verdade.
Queremos que se conozca la verdad.